A criança

” O homem precisa voltar às suas origens, pessoais e raciais, e aprender de novo as verdades da imaginação. E nessa tarefa seus estranhos instrutores são a  criança, que mal entrou no mundo racional do tempo e do espaço, e o louco, que apenas escapou dele. Pois somente esses dois estão, até certo ponto, libertados da prisão desapiedada dos acontecimentos diários, o impacto incessante dos sentidos externos, que oprimem o resta da humanidade. Esse curioso par viaja ligeiro e empreende jornadas  distantes e solitárias, às vezes trazendo , ao voltar, um ramo luzente  da Floresta de Ouro pela qual vagueou.” ( MCGLASHAN apud NICHOLS, 2007, p.51).

Cristiane Richter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s