Turminha Especial

Slide1

Slide2

Anúncios

A malinha está preparada para apresentar a Turminha Especial!

Turminha Especial foi desenvolvida para trazer ao brincar infantil, tão presente e importante no desenvolvimento global de uma criança, a diversidade cultural que integra  os múltiplos povos  habitantes de uma mesma casa, a terra.

Visando o consumo, a maioria dos brinquedos atuais são reproduções dos sedutores personagens da mídia e, muitas vezes, apenas transmitem as expectativas da sociedade vigente.  Poucos, portanto, permitem à criança em se colocar livremente no brinquedo, uma vez que já se encontram saturados de imagens externas e de referências padronizadas.

As bonecas de pano resgatam a tradição e reforçam o vínculo afetuoso, pois muitas vezes são costuradas por parentes, através dos próprios retalhos, para presentear a criança  da família transmitindo valores de geração em geração.

São simples e únicas, como todo trabalho artesanal,  convidando a criança para a expressão de suas  imagens internas através da criatividade e da fantasia. Por serem a reprodução da figura humana,  estimulam a convivência, o exercício de papéis sociais e permitem a expressão de sentimentos e emoções.

A Turminha Especial trás para  pertinho da criança, as infinitas possibilidades do ser humano, com  raças, idades, credos, etnias, características físicas e necessidades especiais diversas. Demonstra , desta forma,  a universalidade em que vivemos, para assim possibilitar o despertar do interesse e não do preconceito, do respeito e não da intolerância. Aproxima e permite a aceitação de nossas individualidades em harmonia com o coletivo.

Cris Richter

As Aventuras de Azur e Asmar

Esta linda animação começa mostrando duas cores no mesmo peito, mas o que se revela é que  ainda são muitas as cores. Criados com amor e fantasia, Azur e Asmar vão em busca de um mesmo sonho. E na jornada, apesar de cometerem erros,  nunca perdem de vista os valores que os tornam humanos. Um desenho atual,  que integra as diversidades culturais, raciais e sociais. Valorizando a criança, o feminino e a velhice,  ainda termina nos apontando um começo de novos tempos!

Cristiane Richter